A SEAT fechou 2016 com um quarto ano de crescimento consecutivo nas vendas. O construtor automóvel entregou um total de 410.200 veículos, mais 2,6% face a 2015 (400.000), o melhor resultado desde 2007. Nos últimos quatro anos as vendas da SEAT cresceram 27,8%, o que representa mais 89.200 veículos do que em 2012 (321.000). O novo SEAT Ateca impulsionou as entregas da SEAT. O primeiro SUV da empresa, que chegou aos concessionários a partir de julho, acumulou desde então 24.200 unidades vendidas. Graças a este bem-sucedido lançamento do Ateca, as entregas de novos SEAT aumentaram 5,3% no segundo semestre do ano.

Os resultados do Ateca somaram-se ao crescimento do Alhambra e do Leon. Estes dois modelos fecharam 2016 com o valor de vendas mais elevado da sua história. No ano do seu 20º aniversário, o monovolume da marca teve um crescimento a dois dígitos, com 13,6%, chegando às 30.700 unidades. Quanto ao Leon, soma um crescimento de 3,0% nas vendas 2016, alcançando um total de 165.000 veículos. Trata-se do melhor resultado de vendas do Leon desde o seu lançamento em 1999, sendo também o modelo mais vendido da marca. Por outro lado, o Ibiza está a chegar ao final da sua quarta geração com um alto volume de vendas, chegando ao final de 2016 com 152.000 veículos entregues, um valor ligeiramente abaixo de 2015 (-0,9%).

O presidente da SEAT, Luca de Meo, mostrou-se satisfeito com os resultados. “A ofensiva de produto acaba de começar e, novamente este ano, mostramos resultados positivos. O lançamento do Ateca permite-nos enfrentar o futuro com otimismo: é o terceiro pilar da marca e a partir deste ano a sua influência nas vendas será muito mais notória”.

Sobre 2017, Luca de Meo anunciou que “com a renovação do Leon, a quinta geração do Ibiza e o novo Arona, daremos um importante passo no objetivo de crescimento de vendas. 2017 será um ano muito especial para a SEAT”.

320.000 veículos entregues na Europa Ocidental

A SEAT termina o ano com resultados positivos nos cinco principais países europeus.

As vendas 2016 da SEAT na Europa Ocidental alcançaram as 319.900 unidades, mais 2,2% face a 2015 (312.800) graças à contribuição de mercados como a Áustria (+12.9%), Suécia (+31,3%) e Portugal (+17,0%). É o melhor resultado da região desde 2007. Além disto a SEAT termina o ano com resultados positivos nos cinco principais países europeus. Na Alemanha, o maior mercado da marca, as vendas subiram 2,5% alcançando as 90.000 unidades, enquanto em Espanha registamos uma continuidade positiva com a entrega de 77.200 veículos (+0,1%). No Reino Unido e em França, o terceiro e quinto mercado da SEAT, as vendas subiram 0,5% com um total de 47.400 e 22.500 veículos, respetivamente; e em Itália (o sétimo mercado da empresa) as vendas cresceram em 3,9% respeitante a 16.500 veículos entregues.

Vendas 2016 - Recordes históricos na Turquia e em Israel

O crescimento na Polónia (+22,0%), o primeiro mercado da SEAT na região, e na Hungria (+11,1%) foram o motor das vendas da SEAT na Europa Oriental, que no conjunto somam 8,2% com uns 28.200 veículos (2015: 26.100). É o valor de vendas mais elevado nesta região desde 2008. Adicionalmente, a SEAT aumentou as vendas em 3,2% na República Checa, que obtém o seu melhor resultado de sempre.

Em 2016, a SEAT bateu novamente o recorde de vendas na Turquia e em Israel. A Turquia, o sexto mercado da marca, é o país com maior subida na entrega de veículos novos com um valor de 41,7% chegando aos 19.700 veículos, mais 5.800 do que em 2015. Em Israel, a SEAT cresceu 6,2% somando um total de 8.000 unidades vendidas. Mais, no México, o quarto mercado da marca, a SEAT vendeu 24.500 unidades, uns 1,5% acima do ano passado.

Por outro lado, durante 2016, a SEAT começou a vender em Singapura e nas Maurícias, dois novos mercados que se juntam à Moldávia e Palestina, abertos em 2015.

A SEAT continuará em 2017 a ofensiva de produto iniciada com o SEAT Ateca. Durante este mês de janeiro chegará aos concessionários a atualização do Leon; durante o primeiro semestre do ano, o Ibiza; e, mais tarde, o novo Arona. O Lançamento do Ateca não só está a ter repercussão positiva nas entregas a clientes da SEAT, mas também uma influência nos resultados financeiros. Nos nove primeiros meses de 2016 a companhia obteve um lucro operacional de 137 milhões de euros, um valor 11 vezes superior ao que foi conseguido no ano anterior.

Renovação da rede de concessionários

A SEAT encerrou o ano de 2016 com a renovação da imagem corporativa em mais de 60% da rede, que engloba 1.700 concessionários e pontos de venda. Esta nova imagem transmite uma ligação perfeita entre a identidade corporativa da SEAT e o desenho da marca, representando os valores da empresa e criando um ambiente aberto e acolhedor.