A SEAT está prestes a alcançar o volume de vendas mais elevado dos seus 68 anos de história. A apenas um mês de encerrar 2018, as entregas mundiais da marca cresceram 13% em comparação com o resultado obtido entre janeiro e novembro de 2017, alcançando os 492.300 veículos em todo o mundo (2017: 435.500).

Com este resultado, a SEAT já ultrapassou o volume de vendas globais de 2017, que fechou com 468.400 veículos entregues. Este é o melhor resultado histórico entre janeiro e novembro, superando o registo obtido em 2000 (473.200).

Em novembro, as vendas do fabricante automóvel cresceram uma vez mais, com uma progressão de 7,2% (total: 43.300 automóveis vendidos) em comparação com o resultado conseguido no mesmo mês de 2017 (40.400).

No acumulado entre janeiro a novembro de 2018, a SEAT Portugal registou um aumento de vendas de 19,4%, muito acima do crescimento de 3,4% do mercado. A Marca totaliza, no referido período, 9.162 viaturas entregues no mercado português (contra 7.671 automóveis em 2017).

A marca já entregou 492.300 automóveis entre janeiro e novembro, mais 13% que no mesmo período de 2017.

Nas palavras do vice-presidente Comercial da SEAT, Wayne Griffiths, “superar o volume de vendas de 2017 quando ainda falta um mês para encerrar o ano é um resultado muito positivo. Estamos prestes a completar um exercício excecional e a conseguir o melhor resultado de vendas da história da SEAT. Além disso, com mais de 90% da gama de motores já disponível, a situação criada pela normativa WLTP está a regressar à normalidade”.    

O aumento de vendas permitiu que, a um mês de encerrar 2018, a SEAT tenha superado já o recorde histórico de vendas completas num ano em países como a Alemanha, Reino Unido, Áustria, Israel e Marrocos. Na Alemanha, o maior mercado da SEAT, a marca cresceu 14%, tendo vendido um total de 108.200 veículos; no Reino Unido, subiu 14,8% (60.100); na Áustria, 9,3% (18.100); em Israel, 7,1% (8.900) e em Marrocos, 11,7% (2.000).

Além destes resultados, a SEAT ultrapassa em Espanha, pela primeira vez desde 2007, os 100.000 veículos entregues e cresce 16,8% (total: 104.000). A SEAT é a marca líder em Espanha e o Leon e o Ibiza são os modelos mais matriculados. As entregas mundiais também aumentam em mercados chave como a França e Itália. A SEAT sobe quase 30% em França (28.700; +28,7%), o que faz deste mercado um dos com maior crescimento na Europa. As entregas sobem também fortemente em Itália, com 14,6%, chegando aos 19.100 veículos, e também em Portugal (9.200; +19,4%) e na Bélgica (9.100; +24,9%). Por outro lado, a Argélia mantém-se com o maior crescimento ano após ano e, com 18.400 veículos vendidos, é o sexto maior mercado da SEAT, quadruplicando as vendas de 2017 (4.400).