Martorell, 12/09/2016 – A SEAT ouve atentamente os seus millennials, que constituem 24% da força de trabalho, e pediu-lhes que definissem os métodos de trabalho futuros da companhia. O desafio foi desenvolvido através do Facebook, numa plataforma digital colaborativa na qual participaram 32 jovens com menos de 28 anos, que apresentaram mais de 300 ideias inovadoras. Os millennials SEAT revelaram querer trabalhar numa empresa completamente digitalizada, conectada e flexível, que desenvolva iniciativas assentes na relação de autonomia e flexibilidade no tempo e no espaço, que promovam o trabalho em equipa, contínuo, transversal e digital, que valorize e incentive a cocriação e o “co-working” interno.


Um workshop disruptivo

Uma das características que define esta geração digital é a utilização maciça de tecnologia e a comunicação intensiva através das redes sociais. Portanto, o workshop SEAT foi desenvolvido num ambiente de trabalho Lab focado no trabalho partilhado através de dispositivos móveis ligados a uma página especial no Facebook. Simultaneamente, a ação incluía o envio de vídeos motivacionais baseados na técnica dos TED Talks e na tecnologia de streaming com sessões presenciais e online. Os 32 jovens trabalhadores participaram através de tablets e de smartphones e as suas mensagens e progressos podiam ser seguidos por todos os interessados através de ecrãs gigantes colocados na sala. O feedback era instantâneo e ficava vinculado à criação de tópicos para cada tema introduzido.
Sob o lema “O trabalho na SEAT no futuro”, foram criadas quatro áreas de desenvolvimento: cultura e liderança, desenvolvimento e aprendizagem, compensação e performance, e métodos de trabalho.



O Vice-presidente para os Recursos Humanos da SEAT, Xavier Ros, encontrou-se mais tarde com alguns dos millennials participantes no workshop SEAT. “24% dos 14,000 empregados da SEAT são millennials e mostramos um verdadeiro interesse ativo neles”, disse Ros durante o evento. “Para esta empresa, que está imersa numa transformação digital à escala global, os nossos millennials são os alicerces do futuro da companhia.” “É uma estratégia muito clara e em plena implementação, já que 53% dos empregados contratados em 2015 têm menos de 30 anos”, acrescentou.

Como será trabalhar na SEAT no futuro

De acordo com os trabalhadores mais novos da empresa, a digitalização total é o mais importante. E isto significa ter acesso à tecnologia e conectividade, utilizando tecnologias colaborativas, tendo maior flexibilidade nos métodos de trabalho e na mobilidade, transversalmente às hierarquias. Também sublinharam a importância da motivação, neste caso relacionada com o contínuo desenvolvimento profissional e a aprendizagem digital numa abrangência transversal. Para esta geração digital é muito importante a atenção à diversidade e o trabalho em produtos com êxito e valorizam de forma muito positiva o estabelecimento de sistemas participativos nos processos internos. Os valores essenciais da empresa, destacados pelos millennials da SEAT, são a transparência, a colaboração e a simplicidade, com chefias próximas e acessíveis, e desejam um estilo de trabalho rápido, ágil e em regimes livres e abertos.

Continua a escuta ativa

Hoje, a página de Facebook dos millennials SEAT é uma ferramenta ativa para a empresa, e é também aí que continuam a ser desenvolvidos projetos iniciados no workshop e partilhadas novas ideias e iniciativas.