A SEAT contratará 115 novos empregados para dar resposta ao aumento de produção na fábrica de Martorell. Estes trabalhadores estão atualmente sob contrato com uma empresa de trabalho temporário, mas a partir de 5 de fevereiro passam a integrar a SEAT com um contrato sem termo.

A integração destes 115 empregados junta-se à dos 150 que passaram a fazer parte da empresa no passado dia 8 de janeiro, reforçando, principalmente, a linha de produção do Ibiza e Arona, os dois modelos fabricados sobre a plataforma MQB A0 do Grupo Volkswagen, que a SEAT estreou em 2017. Para responder ao aumento na produção, a SEAT também implementará turnos adicionais no fim-de-semana durante o corrente ano. Assim, a linha 2 (SEAT Leon) trabalhará nos sábados 27 de janeiro e 10 e 17 de fevereiro.

O Vice-presidente dos Recursos Humanos, Xavier Ros, destacou que “com a integração dos 115 empregados com contrato sem termo, manteremos o nosso compromisso com a parte mais significativa dos sindicatos de integrarmos na fábrica todos os trabalhadores necessários para que se alcancem os volumes de produção previstos. Este ano, já gerámos 265 novos postos de trabalho sem termo e não pomos de lado a hipótese de contratarmos mais pessoal, se as necessidades de produção assim o exigirem”.

Novos contratos SEAT: De 2015 a 2017, a empresa recrutou 470 novos empregados.

Estas contratações acompanham o crescimento da fábrica da SEAT nos últimos anos. Em 2017, o número de profissionais do Grupo SEAT subiu em 185 trabalhadores. Em acréscimo, a SEAT também integrou, durante o ano passado, 75 jovens que iniciaram os seus estudos na Escola de Aprendizes.

Desde 2015, a empresa já aumentou em 470 o número de profissionais no ativo. No fecho de 2017, a fábrica do Grupo SEAT contava com um total de 14.672 empregados diretos.