pt:Company:News & Events:Cars:The benefits of compressed natural gas on your Christmas holiday road trip 2020.0.1.0 PT/PT

Os benefícios do GNC (gás natural comprimido) numa viagem de Natal

Quanto custa ir à localidade mais festiva de França fazer patinagem no gelo? E dar um salto à Suíça para comprar uma peça em vidro artesanal ou degustar uma pasta fresca caseira com trufas brancas numa recôndita vila do norte italiano? Melhor ainda: e que tal cumprir todas estas experiências graças à poupança em combustível de um automóvel a gás natural? A resposta materializa-se com um desafio inédito: quatro países europeus, um Arona TGI e uma viagem de 2.611 quilómetros.

Barcelona (Espanha) – Colmar (França): 1.045 km
Patinar no gelo num cenário típico de Natal.

A viagem começou em Barcelona. A primeira paragem serviu para abastecer de Gás Natural Comprimido (GNC) o Arona TGI. Atestar por completo o depósito custa menos de 16 euros e garante uma autonomia a gás de 340 quilómetros. No ecrã de navegação, a rota de 1.045 quilómetros, que será concretizada com três reabastecimentos. O primeiro destino é Colmar, a cidade francesa com os festejos de Natal mais famosos da região da Alsácia. Da última semana de novembro ao final do ano, as suas típicas casas de estrutura em madeira transformam-se por completo com as luzes e vistosas decorações natalícias. Além dos seus cinco pequenos mercados, outra das joias nesta época é o rinque de patinagem no gelo. É uma das atividades mais populares e procuradas por visitantes e locais.

Gastos em gás: 48,07€ 
Poupança: 49,96€ 
Compras: 14,20€ (7,20€ - patinagem no gelo, 7€ - chocolate quente)

Colmar (França) – Zurique (Suíça): 156 km
Uma árvore de Natal com 15 metros de altura, enfeitada com 5.000 bolas de vidro.

A rota natalícia a bordo do veículo impulsionado por GNC segue para Zurique, a 156 quilómetros de distância, o que consome um pouco mais de um terço do gás no depósito. A cidade suíça tem inúmeras feiras, incluindo o maior mercado de Natal coberto, instalado no interior da estação central de comboios. É impossível não parar em quase todas as 160 bancas à volta da árvore com 15 metros de altura e decorada com 5,000 enfeites de vidro. Algumas pequenas renas e uma bola de cristal feita à mão seguem connosco na viagem.

Gastos em gás: 7,18€ 
Poupança: 7,45€ 
Compras: 31€ (21€ - pequenas renas, 10€ - bola de vidro)

Zurique (Suíça) – La Morra (Itália): 438 km
Tagliatelle com trufas brancas no norte de Itália. 

O destino seguinte do Arona TGI fica a 438 quilómetros. É necessário cruzar as estradas geladas dos Alpes para chegar a La Morra, uma pequena vila italiana com 2,700 habitantes e rodeada de vinhas, que alcançamos com pouco mais de um depósito de gás. Há uma recompensa muito especial à nossa espera no final da jornada: trufas brancas. As lojas ficam repletas de produtos tipicamente natalícios, como os nougat de avelãs, bolo com creme de avelã e as famosas castanhas cristalizadas. Foram 65€ muito bem gastos na satisfação do paladar.

Gastos em gás: 20,15€ 
Poupança: 20,94€ 
Compras: 65€ (25€ - nougat de avelãs, bolo com creme de avelãs e castanhas cristalizadas, 40€ - almoço com trufas brancas)

La Morra (Itália) – Les Bains de Saint Thomas (Pirenéus franceses): 781 km
37 graus nas nascentes quentes dos Pirenéus.

Já no regresso, fizemos uma última paragem a 191 quilómetros de Barcelona. No coração do lado oriental dos Pirenéus, a uma altitude de 1.150 metros e no final de uma estreita estrada de montanha, ficam as nascentes de água quente de Saint Thomas. Por esta altura do ano, a temperatura exterior ronda os 5°C, mas as águas termais sulfúricas brotam a 37°C com o seu efeito medicinal e retemperante. É claramente a forma ideal para terminar esta entusiasmante viagem com o TGI.

Gastos em gás: 35,93€ 
Poupança: 37,34€ 
Compras: 14€ (circuito de banhos termais)

Les Bains de Saint Thomas (Pirenéus franceses) – Barcelona (Espanha): 191 km
2.611 quilómetros com GNC

Incluindo a viagem de regresso a Barcelona, conduzimos o Arona TGI mais de 2.600 quilómetros por estradas e autoestradas europeias, passando por 8 dos 3.700 postos de abastecimento de gás que existem na Europa. Gastámos 120,12€ em gás, o que representa metade do que teríamos gasto utilizando um automóvel semelhante a gasolina. Graças a estas poupanças, pudemos tratar-nos com novas experiências, várias iguarias e lembranças ao longo da jornada.

Gastos em gás: 8,79€ 
Poupança: 9,13€ 

Custo total em gás: 120,12€ 
Poupança total versus gasolina: 124,82€
Gastos totais em compras: 124,20€ (7,20€ - patinagem no gelo, 7€ - chocolate quente, 21€ - pequenas renas decorativas, 10€ - bola de vidro, 25€ - nougat de avelãs, bolo com creme de avelãs e castanhas cristalizadas, 40€ - almoço com trufas, 14€ - circuito de banhos termais)

Redução nas emissões: 52.22 kg de CO2

As principais características do Arona 1.0 TGI 90 CV FR

Quatro depósitos de combustível: três principais para GNC e um suplementar para gasolina
Selo ECO 
25% menos de emissões em comparação com um carro impulsionado a gasolina
340 km de autonomia com gás + 140 km com gasolina
13.8 kg nos depósitos de gás
Consumo de 4.0 kg/100 km 

Test Drive

Test Drive

Configurador

Configurador

Rede SEAT

Rede SEAT

Ofertas

Ofertas

Receber Newsletter

Receber Newsletter