Partilhar

Martorell – 31/07/2015. – Quase 70 estudantes do programa MBA da Escola de Gestão IESE participam numa experiência proposta pelo fabricante SEAT destinada a analisar a futura mobilidade urbana. O projeto consiste na proposta de ideias de colaboração entre os projetos “Smart City” e os automóveis SEAT e do Grupo Volkswagen.

A iniciativa é um exercício de procura e análise de factos tratados no último trimestre do curso de Estratégia de Operações incluído no MBA do IESE. Os estudantes terão que defender o seu projeto perante um painel de executivos SEAT, nas instalações do fabricante em Martorell, como parte integrante do curso; e os resultados contarão para a nota final de obtenção da graduação MBA.

O Presidente da SEAT, Jürgen Stackmann sublinhou que ”estamos a investir nos melhores talentos I&D que serão essenciais para o nosso sucesso no futuro. O nosso compromisso para os jovens mais talentosos passará pela promoção de uma série de programas de formação, incluindo esta colaboração com o IESE, que é uma das melhores escolas de formação em gestão e administração de todo o mundo.”

Uma das propostas de trabalho da SEAT para os estudantes IESE consiste na avaliação da viabilidade do uso de sensores já presentes nas viaturas SEAT, bem como nos automóveis do Grupo Volkswagen, para, com o consentimento dos proprietários, recolherem informação que ficaria ao dispor de institutos públicos que aplicariam a informação nos estudos e desenvolvimento das cidades inteligentes (Smart Cities). Para este projeto, a SEAT estabeleceu como centro geográfico do estudo a cidade de Barcelona, já que é uma das mais avançadas no conceito “Smart Cities”, de acordo com o Juniper Research 2015.

As cidades inteligentes melhoram significativamente a qualidade de vida nas áreas urbanas. Usar enormes quantidades de informação de forma eficiente e inteligente em tempo real é o principal segredo das “Smart Cities”, focadas na redução, por exemplo, do consumo de energia, poluição, ruído, tráfego ou melhoria da qualidade do ar através do uso eficiente dos recursos das infraestruturas. A ideia é interagir e potenciar os benefícios da comunicação entre carro-cidade/cidade-carro aumentando a mobilidade e criando cidades mais sustentáveis.

Os estudantes MBA do IESE trabalharão num total de nove grupos. O objetivo será procurarem, analisarem e desenvolverem modelos teóricos e conceptuais, mas plausíveis, que consigam avaliar o potencial e o contributo de novas oportunidades para soluções de mobilidade urbana. Para alcançar este objetivo, a SEAT divulgou o programa do projeto, com especial ênfase no reforço da sofisticação dos sensores dos automóveis. Um veículo SEAT está atualmente equipado com mais de 50 sensores. E várias cidades, como Barcelona, têm implementado um conjunto de baterias de sensores, todos ligados através de redes de dados.

IESE é uma das escolas de gestão mais internacionalizadas, com polos em Barcelona, Madrid, Nova Iorque, Munique e São Paulo. Consistentemente na lista das dez mais importantes, o IESE é pioneiro na formação de gestão na Europa desde a sua fundação em 1958, em Barcelona. O IESE procura formar líderes em gestão com capacidades comprovadas, empenhados e determinados em deixarem uma marca positiva na sociedade. O IESE distingue-se a si próprio na dedicação à área da administração, aplicada ao estudo de casos concretos, ao alcance mundial e colocando as pessoas no centro nevrálgico das decisões. Com uma visão verdadeiramente global, o IESE tem programas de ensino em quatro continentes.