VEÍCULOS EM FIM DE VIDA

A NOSSA VISÃO AMBIENTAL

De acordo com os princípios da sua Política Ambiental, a SEAT mantém uma visão integrada da gestão ambiental, o que se traduz numa percepção ampla e global dos automóveis e sua utilização, que se estende para além do processo produtivo.

Apostar numa visão integrada da gestão ambiental pressupõe considerar cada uma das fases do ciclo de vida do produto, desde o seu desenvolvimento inicial até ao desmantelamento final do veículo:

/ Na fase de design e desenvolvimento, através da criação de veículos mais eco-eficientes.
/ No processo de produção, através do controlo e minimização dos efeitos do próprio processo, uma responsabilidade que se exige igualmente aos nossos fornecedores e que se aplica nas operações logísticas.
/ Nos pontos de venda e na Rede de Serviços Autorizados, fomentando a adopção de boas práticas ambientais.
/ Na gestão do veículo em fim de vida, potenciando a sua reutilização e valorização.


VEÍCULOS SEAT

A SEAT oferece aos seus clientes produtos de qualidade, que se destacam pelo seu design e carácter desportivo, em conjunto com avançadas medidas de segurança e elementos de conforto. Para satisfazer todos estes requisitos, aparentemente opostos a critérios ambientais, a SEAT desenha e desenvolve os seus automóveis recorrendo às tecnologias mais avançadas.

O peso do automóvel, o parâmetro que mais diretamente influencia o consumo, aumenta à medida que se incluem mais elementos de segurança e conforto. A SEAT tem como objectivo oferecer a máxima qualidade e satisfazer as necessidades dos seus Clientes, sem aumentar o peso do automóvel. Para atingir este objectivo, utilizamos materiais mais leves e com uma maior capacidade para a reciclagem. Alguns exemplos desta progressiva evolução dos materiais são a utilização de ligas de alumínio em algumas das peças do automóvel, como por exemplo o bloco do motor e os pistons, ou de magnésio, utilizado para produzir as carcaças das caixas de velocidades presentes em algumas motorizações.

Por outro lado, a melhoria aerodinâmica dos modelos SEAT contribui para a redução substancial do consumo, uma vez que a uma velocidade de 100 km/h, 70% da energia da propulsão é consumida para superar a resistência do vento. Ao fazermos uso das novas tecnologias, conseguimos melhorar o design mesmo antes do modelo existir fisicamente.

A introdução de motores mais eficazes, com tecnologia TDI e FSI, também contribui para a redução do consumo de combustível, uma vez que a maior eficácia do motor traduz-se na redução de perdas de energia em forma de calor e fricção mecânica.

CAPACIDADE PARA A RECICLAGEM

Os nossos produtos cumprem as exigências existentes em termos de materiais recicláveis, através da aplicação do princípio: “evitar antes de reduzir, reduzir antes de reutilizar e reutilizar antes de reciclar”.

No seu processo de design, a SEAT introduziu sistemas e materiais que favorecem a reciclagem, baseando-se nos seguintes pressupostos:

/ A definição de sistemas de união e fixação que simplifiquem a desmontagem dos diferentes componentes, de forma a facilitar a reciclagem do veículo.
/ A seleção de materiais, de forma a evitar a utilização de materiais potencialmente agressivos ao meio ambiente e a promover a utilização de peças facilmente recicláveis.
/ A construção modular (integração de funções), para agilizar o processo de reciclagem.
/ A identificação do material das diferentes peças, de modo a facilitar a sua separação para uma posterior reciclagem.
/ A utilização de materiais reciclados, sempre que tal seja possível e se mantenham os critérios de qualidade.

Os estudos sobre a desmontagem realizados em todos os modelos SEAT fornecem informação valiosa, que nos ajuda a melhorar continuamente as nossas práticas de reciclagem.

O VEÍCULO NO FINAL DA SUA VIDA ÚTIL

Quando um veículo chega ao final da sua vida útil, não tem necessariamente de se tornar num resíduo. Pelo contrário, muitos dos seus componentes podem ser reutilizados.

Com a finalidade de facultar às empresas de desmantelamento de veículos a informação necessária para proceder da forma menos prejudicial para o meio ambiente, a SEAT e outros fabricantes criaram a base de dados IDIS (International Dismantling Information System). O IDIS contém  indicações específicas para cada modelo em relação ao tratamento mais adequado e menos nocivo ao meio ambiente, como por exemplo informação sobre vazamento de líquidos, óleos, combustível, líquido refrigerante, desmontagem de peças especialmente recicláveis, entre outros.

Depois do veículo ser descontaminado e dividido em peças, inicia-se o processo de compressão. Uma vez prensados, os materiais são divididos em metálicos e não metálicos. Os materiais não metálicos são subdivididos para futura reciclagem, caso seja possível.

Contacte o seu SEAT Service® mais próximo para saber onde deixar o seu veículo quando este estiver pronto para ser desmantelado. Poderá igualmente encontrar todos os centros de abate autorizados no website da Valorcar.