A SEAT vê disparar o seu crescimento novamente em julho. As vendas globais do fabricante automóvel entram no segundo semestre com a mesma tendência positiva da primeira metade do ano. Em julho, os resultados SEAT cresceram 11,3%, até aos 38.900 veículos (2016: 34.900), em comparação com o mês de julho do ano passado. No acumulado de 2017, a empresa obteve um aumento de vendas de 13,4% face a período homólogo do ano anterior, tendo já comercializado 285.400 veículos, um acréscimo de 33.600 unidades (2016: 251.800).

SEAT Sales Upward Trend

Em 2017 a SEAT já comercializou 285.400 veículos pelo mundo.

Wayne Griffiths, Vice-presidente Comercial da marca, sublinhou que “com este volume de vendas, a SEAT consolida a sua posição no pódio das marcas com maior crescimento na Europa. O aumento do número de automóveis entregues supera claramente a média do setor e cremos manter a tendência de alta no segundo semestre. A recente abertura da fábrica na Argélia, onde já montamos o Ibiza, irá impulsionar a nossa presença nesse país e, como consequência, aumentar as vendas fora da Europa”.

Os bons resultados da SEAT apoiam-se numa subida generalizada na maior parte dos países nos quais a marca opera. Espanha, onde a SEAT é líder de mercado, lidera a entrega de viaturas com 62.800 unidades vendidas (+20,7%). O segundo mercado da SEAT é a Alemanha, onde o aumento de vendas foi de 11,2% e se comercializaram 56.500 veículos, enquanto o Reino Unido, com uma subida de 21,2% e 33.700 automóveis vendidos, se afirma como o terceiro mercado. França (15.300; +17,4%), Áustria (11.000; +20,3%) e a Suíça (6.100; +47,6%) também registaram um crescimento a dois dígitos.

Durante o mês de julho, a SEAT manteve o ritmo de lançamentos com o Novo Ibiza e iniciou a comercialização da versão desportiva do Ateca. O novo Ateca FR alarga a gama do primeiro SUV da marca, que se afirmou como um dos principais pilares do construtor.

Crescimento de vendas acelera lucros operacionais da SEAT

O aumento nas vendas em 2017 refletiram-se nos resultados financeiros da SEAT no primeiro semestre. Depois de encerrar 2016 com os melhores números da sua história, os lucros operacionais da primeira metade do ano cresceram 40,9% face ao mesmo período de 2016, para um valor recorde de 130 milhões de euros, graças também a uma melhoria no “mix” de vendas, principalmente por influência do SEAT Ateca. Simultaneamente, o volume de negócios aumentou 12,7% no primeiro semestre do ano, alcançando os 5.054 milhões de euros.